277A1111

Tecelagem de fibra de lotus / Weaving of lotus fiber

 

Quando estivemos no Cambodia ficámos maravilhados com a quantidade de plantas e flores de lotus que vimos em Siem Reap, mas nunca vimos nenhuma fábrica artesanal de tecidos de lotus. Os tecidos de Lotus, originários desta zona do mundo, são feitos artesanalmente do mesmo modo que em Myanmar, desde o séc. XI . Para populações budistas têm um duplo significado uma vez que a flôr de lotus é considerada sagrada.

É fácil perceber o processo com o auxílio das fotografias.  A parte do tear é muito semelhante ao que sempre foi feito por esse mundo fora, mudando apenas a matéria prima.  Tem muitas parecenças com o tratamento do linho, no Norte e no Alentejo de Portugal, assim como com a seda no Camboja, numa outra fábrica que visitamos.

O que é realmente curioso aqui é a extração da fibra, (e que torna este tecido num dos mais valiosos, devido ao trabalho que dá). O processo é o seguinte – Plantar o lotus dentro de água, apanhar os pés de Lotus , parti-los em pedaços do tamanho de um dedo, retirar as fibras, enrolá-las até formar um fio, fio esse que é depois enrolado sucessivamente e fiado com o auxílio de uma roca. É depois lavado e seco e (com a ajuda de rodas de bicicleta) transformado em meadas que são preparadas, tingidas e finalmente colocadas num tear onde se transformará em fantásticas peças de arte! O lótus é usado sozinho, conjugado com seda ou algodão, sendo estes últimos os tecidos mais baratos. Os tecidos de lótus que vimos aqui e depois em lojas atingem valores bem mais caros do que os de seda pura. São lindos, lindos!!!!  E confesso que se pudesse teria trazido comigo uma serie de longhis, echarpes, blusas, bolsas, carteiras, leques, casacos, mas acabei por me ficar por um lenço de recordação. No entanto, pensando bem, até os trouxe todos, vieram guardados nas nossas memórias e fotos.

 

When we were in Cambodia we were marveled at the amount of Lotus plants and flowers that we saw in Siem Reap, but we never saw any handcrafted lotus fabrics. Lotus fabrics, originating in this part of the world, are handcrafted in the same way as in Myanmar, from the 16th century. XI. For Buddhist populations this  have a double meaning since the lotus flower is considered sacred.

It is easy to see the process with the help of photographs. The part of the loom is very similar to what has always been done by this outside world, changing only the raw material. There are many similarities with the treatment of flax, in the North and Alentejo of Portugal, as well as silk in Cambodia, in another factory we visited.

What is curious here is the extraction of fiber, (and that makes this fabric one of the most valuable because of the work it gives). The process is as follows: Plant the lotus in water, pick up the Lotus feet, split them into finger-sized pieces, remove the fibers, roll them up into a yarn, which is then rolled successively and spun with the aid of a rock. It is then washed and dried and (with the help of bicycle wheels) turned into skeins that are prepared, dyed and finally placed on a loom where it will turn into fantastic pieces of art! The lotus is used alone, conjugated with silk or cotton, the latter being cheaper fabrics. The lotus fabrics we saw here, and then in stores, reach values ​​far more expensive than pure silk. They are beautiful, so beautiful !!!! And I confess ,that if I could ,I would have brought with me a series of longhis, scarves, sweaters, purses, wallets, fans, coats, but I ended up with a scarf. However, on second thought, I even brought them all, they came in our memories and photos.

  • 277A1430
  • 277A1432
  • 277A1431
  • 277A1433
  • 277A1434
  • 277A1437
  • 277A1439
  • 277A1440
  • 277A1441
  • 277A1443
  • 277A1447
  • 277A1448
  • 277A1451
  • 277A1452
  • 277A1454
  • 277A1455
  • 277A1456
  • 277A1459
  • 277A1462
  • 277A1465
  • 277A1466
  • 277A1468
  • 277A1470
  • 277A1476
  • 277A1478
  • 277A1479